3 dicas para dobrar sua criatividade

COMPARTILHA COM A GALERA 🙂

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket
Compartilhar no print

hey, eu sou o Robson (ou só Robs) e, não, eu não trabalho na dobra (ainda hahaha). eu tô aqui não só porque fui atrás do pessoal com essa ideia de escrever pro blog — afinal, o “não” você sempre já tem né — mas também porque eles escrevem seus posts com letra minúscula e, sim, eu gosto por demais.

tá, mas tu vai falar sobre o quê?

eu vou falar sobre criatividade, ou melhor, processos criativos.

hoje em dia acho que já tá mais que na boca de todo mundo, pelo menos dos millennials, também chamados de geração Y, essa galera que nasceu entre os anos 1980 até o início da década de 1990, que essa é uma das ferramentas mais fundamentais para nosso dia a dia, seja no mercado de trabalho e até mesmo em outros setores da vida.

em especial, um que eu gosto muito, que são nossos projetos paralelos. (se você ainda não tem um, te aconselho a começar.) e uso aqui o nome “ferramenta” porque acredito que seja justamente isso. algo que você pode desenvolver uma habilidade para usar e que vai também precisar sempre de um upgrade.

é por isso que proponho neste texto 3 dicas que irão te ajudar nos seus processos criativos. funcionam muito para mim e acho que podem funcionar para você também. 

são ideias novas, inovadoras? não! talvez você já tenha ouvido falar delas por aí. como diz um cara que eu gosto muito, o Austin Kleon, um autor que aborda muito este assunto em seus textos, nada é novo — “todo trabalho criativo é construído sobre o que veio antes”. se você ainda não leu um livro dele chamado “roube como um artista”, fica aqui uma contribuição extra, um plus!

é isso, pegar ideias que estão soltas por aí, colocar um pouco do meu jeitinho, da minha forma de pensar e compartilhar com você. vamos lá então:

1. se você não tem uma rotina, comece a montar a sua

a rotina de Ursula K. Le Guin

 

de uma certa forma todos nós temos rotinas no nosso dia a dia, a questão é que muitos de nós não montamos ela de forma consciente. e pensar em rotina parece ser algo aprisionador, algo que vai te deixar um robozinho e bloquear sua criatividade. NÃO! 

criar rotinas no seu dia vai te ajudar a organizar várias coisas na sua cabeça, criar pequenos padrões de repetição que irão te ajudar positivamente no seus processos criativos. é uma forma de botar ordem onde é preciso e deixar o caos reinar em paralelo, justamente naquelas conexões neurais que serão responsáveis por movimentar sua criatividade.

o importante aqui é não esquecer que rotinas são individuais. não é porque Ursula acordava às 05:30 da manhã que você vai passar a fazer o mesmo e sair por aí escrevendo livros tão fodas como os dela. 

você precisa encontrar qual é a sua rotina, ou melhor, pensar nela, anotar, e passar a utilizá-la de forma consciente e a seu favor. faça o teste, anote no papel tudo o que você costuma fazer nos seus dias, descubra aquele momento em que você está mais produtivo, aquele outro em que você só cuida de atividades mecanizadas e bem chatas, os que você tem costumado reservar para o lazer e por aí vai. tome consciência de suas rotinas e você vai ver o power up sendo implantado aí nos seus processos.

2. faça um treinamento cruzado

vamos agora pensar um pouquinho nos atletas. aquele corredor fodão que ganha todas as maratonas, você acha que o treino dele é correr e correr todos os dias somente? 

o cara também faz uns bons treinos na academia, tira um tempo pra nadar, pratica escalada, faz uma aula de dança, as opções são inúmeras. e tudo isso para fortalecer sua prática como maratonista. ampliar força, resistência, equilíbrio etc.

para manter sua criatividade level high não fique praticando somente aquela sua atividade principal. se você escreve contos, tente compor uma música. se você pinta, que tal pegar um material bem incomum para criar uma escultura? seu desejo é cantar, que tal criar uma coreografia nova para a música que você está ensaiando?

quando saímos um pouco dessa nossa zona de conforto e passamos a tentar novas atividades, que podem estar relacionadas diretamente ao que fazemos ou às vezes nem tanto (por exemplo, o jogador de basquete que pratica dança para ajudar no ritmo e nas possibilidades de movimento), nós começamos a testar novas conexões em nosso cérebro. 

além de possibilitarmos uma fuga de atenção do nosso foco principal, o que irá ajudar no fluxo de ideias e criatividade — falaremos mais disso na última dica.

é um treinamento cruzado, alimentando seu cérebro, sua intuição, sua deusa da inspiração, o que quer que seja, com mais combustível para seus processos e sua produtividade. é um exercício que sem dúvida ampliará suas capacidades do uso da criatividade, deixando você mais habilidoso e disposto ao erro — característica muito importante também para ser mais criativo.

3. tome um banho ou vá dormir

the bedroom at arles, 1887. Van Gogh

 

pare seu processo e vá tomar um banho, ou dormir. sério! 

neste momento em que você estiver se sentindo bloqueado, sem ideias, tire sua roupa e vá tomar um banho quentinho. de preferência até coloque uma música que goste ou cante no chuveiro. 

deixe sua mente vagar, esquecendo por um tempo aquilo que estava produzindo. olhe pra água caindo, comece a cantar ou fique em silêncio ouvindo o barulho das gotas no chão. ou mesmo vá dormir.

esse processo de livrar sua cabeça dos pensamentos daquela atividade que estava executando proporciona maravilhas aí dentro. é quando tudo aquilo que você já criou, pesquisou, testou, passa a ser reorganizado no cérebro. seu software interno vai descartar tudo o que não faz mais sentido, vai testar novas combinações, vai puxar lá dos arquivos coisas que já passaram pela sua mente sem fazer sentido e que agora podem causar aquele “BOOM!”, a resposta para o que você estava procurando. a deixa que vai te tirar do bloqueio criativo.

botar sua criatividade em prática é também um tipo de exercício físico. e você precisa descansar, relaxar, para poder recarregar as energias e ter forças para voltar depois.

e aí? já parou pra pensar em procedimentos que te ajudam a ser mais criativo? comenta aí embaixo, compartilha comigo o que você costuma fazer para aprimorar sua habilidade ou mesmo te livrar dos bloqueios.

até a próxima! bora criar.

bjs do Robs.

TÔ TE VENDO SAIR 👀

TÔ DE OLHO EM VC 👀

pode parar por aí, ainda tenho tanto pra te falar. deixa seu e-mail aqui embaixo pra eu te mandar umas novidades e descontinhos marotos: