a curiosa relação entre fortnite, youtube e formar comunidade

COMPARTILHA COM A GALERA 🙂

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
Compartilhar no pocket
Compartilhar no print

*texto escrito em janeiro de 2019

oi gente, sou o gui, um dos fundadores da dobra e péssimo jogador de fortnite.

e é sobre isso que vim falar com vcs hoje! eu amo esse jogo. não que eu me orgulhe disso, mas ele foi chegando, de forma gratuita, até que eu gastei R$30,00 no passe de batalha e programo um espaço na minha agenda pra jogar durante a semana. virou uma bola de neve.

fortnite é um jogo online de battle royale da epic games (oi, me nota) que meio que revolucionou, em um ano, o mercado dos jogos de tiro no mundo.

você não paga nada para joga-lo e pode ser assim até quando quiser, mas existem itens que vc pode comprar – e aí que entra a monetização do negócio.

esses itens são exclusivos de quem compra o passe de batalha da temporada (+- R$30,00) e cumpre os desafios semanais ou podem ser comprados na lojinha que atualiza a cada 24h – um item só fica na loja 24h e pode nunca mais voltar, criando de fato essa exclusividade.

tem uma lógica de abundância(saiba tudo sobre a lógica da abundância aqui) para que todos possam jogar (celular, pc, ps4 e xbox one) e uma lógica de escassez na exclusividade dos itens 😛

o que acho muito legal do universo do fortnite são as interações que rolam com o mundo real, como por exemplo esse:

em resumo: os caras pegaram um hamburger que tinha no jogo e era super famosinho e fizeram com que ele desaparecesse do mapa virtual.

depois dele ter sumido uma galera começou a postar fotos de um hamburger igualzinho no deserto na Califórnia. viralizou a parada!

o hamburger saiu do mundo virtual pq foi pro mundo real. e esse evento era um spoiler para a nova temporada: portais que teletransportam o jogador de uma parte do mapa para o outro!

isso é muito foda! essa matéria do Jovem Nerd fala sobre isso!

enfim, comecei a jogar a convite de alguns amigos – patrick e guigão, aqui da dobra, inclusos na história – e não parei mais.

no início era terrível, pois não adianta ser bom só no tiro ou manjar de se esconder, mas você também precisa saber construir as estruturas de proteção na hora da luta ou para se locomover no entre os picos do mapa.

só que isso só se aprende jogando. e vendo pessoas muito boas jogando também.

agora, pausa, segura, calma. vamos pra minha relação com o youtube e depois faremos a relação entre ambos.

eu sempre fui uma pessoa que entrava no youtube pra ver algo muito específico, ou seja, já sabia o que eu queria olhar.

podia ser o lançamento de um clipe, um vídeo viral, uma pesquisa específica sobre algo que tinha dúvidas,

enfim, nada muito “rotineiro”. a partir de 2016 eu comecei a olhar uns vídeos sobre carro e me inscrevi no primeiro canal: Top Speed. sempre fui apaixonado por carro e adora ver reviews de carros esportivos (deve fazer uns quase 2 anos que não assisto mais mts vídeos deles por perder o hábito mesmo – ou trabalhar mais kkk).

aqui na dobra tem uma galera que curte e acompanha canais no youtube há anos – o rafa ama o velberan – inclusive nesse vídeo (aos 10:00) um fã mandou umas dobras pra ele, já fica o agradecimento ao Rafael Augusto <3 – e acompanha toda a vida dele. o thiago já curte umas paradas mais zuadas, a dedessa umas influenciadoras e por aí vai.

em resumo: sempre achei mt massa, mas nunca fui um usuário ativo e inscrito em vários canais.

e agora vcs devem estar se perguntando: tá, mas qual a relação dessa tua péssima relação com o youtube com jogar fortnite?

A RELAÇÃO É ESSA:

como eu disse pra vcs, construir no fortnite exige um pouco da gente e eu recorri ao youtube para ver pessoas boas jogando.

isso fez com que eu olhe pelo menos uma gameplay por dia, além de seguir um monte de jogador no instagram.

indico a vocês alguns nomes que gosto bastante de olhar e acho que tem um trabalho massa: Patriota, Pai também joga, Flakes Power (tem um projeto bem legal de ajudar youtubers que estão começando, Ninja (melhor jogador do mundo), Sharschok e Blackoutz (uns dizem que é o melhor do BR).

outro cara que é fantástico é o Alanzoka e aqui “a lenda de fabinho”, melhor vídeo de fortnite da história:

tá, beleza, eu sei que vcs não estão nem aí pra esses caras, afinal são youtubers que falam mais sobre Fortnite do que qualquer outra coisa, mas tem umas paradas bem interessantes que podemos pegar daí. bora lá:

através da geração de conteúdo pro youtube sobre o jogo, eles fazem com que a epic games/fortnite tenha cada vez mais jogadores – em um jogo gratuito com compras dentro do jogo – passem a jogar o jogo.

esses vídeos de gameplay faz com que diversos youtubers cresçam e ganhem os holofotes, podendo assim realizar vários de seus sonhos, ganhar uma grana tanto do youtube quanto da epic games (projeto de apoiar um youtuber).

hoje é possível consumir o fortnite sem nem ao menos estar jogando. fortnite se tornou uma grande plataforma – e não apenas um jogo – que fomenta todo um mercado e faz a roda girar muito mais rápido pra muito gente.

e justamente por se entenderem como algo maior que apenas um jogo conseguem criar uma comunidade super engajada que faz com que o jogo cresça cada dia mais.

vamos refletir: eu posso consumir gratuitamente vídeos no youtube. o youtube permite que vídeos sejam postados gratuitamente. o fortnite não cobra 1 centavo para alguém jogar e opera sobre a lógica de MVP (produto mínimo viável – melhoram o jogo com base em feedbacks e atualizações constantes).

tenho acesso liberado ao jogo e ao mesmo tempo posso aprender a jogar com os melhores jogadores do mundo de graça. com isso eu jogo e entro no universo cada vez mais. quando eu entro nesse universo eu passo a pagar por algumas coisinhas – que podem ser fúteis – pra me sentir cada vez mais exclusivo dentro desse mundo.

só um “parênteses”: notícia de julho na Exame de 2018:

ou seja: eu consigo ter um lazer/prazer incrível em jogar um jogo de video game, giro a economia em torno dessa indústria e ainda consigo ajudar uma galera a ganhar grana como forma de “agradecimento” por compartilhar as gameplays comigo.

foda!

sejamos plataforma, assim naturalmente formaremos comunidade!

é isso que tentamos fazer aqui na dobra <3

valeu por ler até aqui, adoro vc *-*

TÔ TE VENDO SAIR 👀

TÔ DE OLHO EM VC 👀

pode parar por aí, ainda tenho tanto pra te falar. deixa seu e-mail aqui embaixo pra eu te mandar umas novidades e descontinhos marotos: