a gente sempre quis mudar o mundo

eu, meu irmão guto e meu primo dudu sempre tivemos essa vontade, mas não fazíamos ideia, alguns anos atrás, que isso seria possível através de uma empresa e numa cidade pequena no interior do rio grande do sul.

guto, gui e dudu

talvez, lá atrás, no eu do passado, ter uma empresa seria uma maneira de fazer dinheiro para quando tivesse alguma grana sobrando pudesse ajudar alguém ou uma causa na qual acreditava. acho que era esse o pensamento que eu tinha baseado no que a mídia, a academia e a vida mostravam.

em meio a tudo isso, por 2014/15/16, eu percebia cada vez mais que nosso país discutia a todo momento as questões de desigualdade social, má distribuição de renda e a criminalidade – ou pontos negativos em geral – que faziam (e fazem) as pessoas não terem o mínimo de esperança num futuro melhor.

ao mesmo tempo o governo vivia (e ainda vive muito) escândalos e mais escândalos de corrupção, fortalecendo nosso pensamento negativo. esse era o cenário.

até que lá em 2014, eu e o dudu nos deparamos, através de cursos na perestroikacom o tema “capitalismo consciente”, economia colaborativa e, entre vários outros, propósito!

aquilo ficou na cabeça e a partir dali entendemos que tínhamos um dever/responsabilidade muito maior ao abrir nosso negócio. vislumbramos a possibilidade de mudar o mundo através de uma empresa. nessa época a gente ainda tinha alguns protótipos de carteiras prontos do nosso projeto da faculdade: resolvemos tocar ficha e pesquisar mais.

em março de 2016 a gente achou uma maneira de imprimir no material e, por algum motivo surreal, se encaixou num timing perfeito com nosso curso de futurismo, na mesma perestroika, que nos fez refletir MUITO.

entendemos que a carteira não seria aquilo que venderíamos, mas sim a ferramenta para alcançar um objetivo muito maior: o nosso propósito!

o que a gente queria, lá no início, era deixar o mundo mais aberto, irreverente e do bem. como faríamos isso? vendendo experiência de consumo através das carteiras. o resto vcs já sabem.

o resumo dessa história toda é que não crescemos por vender carteiras, por ter estampas legais ou por ter produtos diferentes.

crescemos por ter uma vontade imensa de mudar o mundo, de resolver problemas e também ganhar dinheiro – de forma justa e distribuída.

hoje a dobra sabe muito bem o que ela quer e isso faz com que todas as nossas ações tenham algo maior por trás: causar impacto social.

já somos 20 malucos querendo mudar a nossa realidade.

galera dobra
amanda, patrick, lucas, vini, duda, laissa, marcelo, rafa, bean, guigão guto, jô, ana, dessa, sabrina, motta dudu, batman, thiago, gui (faltou o julian)

 

também somos uma empresa certificada pelo Sistema B, que, de forma resumida, significa que fazemos parte de um grupo de empresas que querem ser as melhores PARA o mundo (e não as melhores DO mundo), ao lado da Natura, Ben & Jerry’s, Insecta Shoes, Meu Copo Eco e por aí vai.

temos o Dobra +1 que pega 1 real de cada produto vendido e destina para um fundo de investimento social em parceria com Smile Flame – e o projeto da vez é o Mãos à Dobra.

mãos a dobra
dia que realizamos o mãos a dobra

temos também a nossa black friday que no ano de 2016 arrecadou 2 mil reais para projetos sociais em plataformas de crowdfunding e em 2017 arrecadou 20 fucking mil reais. uma empresa pequena, com 2 anos de vida, conseguiu em 24h de campanha realizar vários sonhos. o que será da black friday 2018? – fico imaginado aqui como seria se alguma gigante do mercado fizesse algo parecido 😮

enfim, esse textão todo aqui não falou em nenhum momento de produto, mas sim de propósito e de impacto. é mais uma comprovação de que o produto é a ferramenta, o meio, e não o fim.

fiz um resumão da nossa história, pra mostrar que se vc ainda não sacou que uma empresa pode ser um vetor de mudança social tá na hora de ligar o sinal de alerta!

e, detalhe, pra finalizar com um exemplo de mercado: as empresas que mais crescem no mundo tem um Propósito Transformador Massivo bem definido – segundo Salim Ismail – Organizações Exponenciais ou sejaelas querem resolver algum problema do mundo. aí tem!

e vc? qual o seu propósito?

COMPARTILHA COM A GALERA :)

receba novos posts :)

(e uns descontinhos de vez em quando)

saiba mais sobre a dobra :)

sobre
a dobra

faça vc
mesmo

seja um
collab

nossa
reciclagem

produtos
na loja