por que abrimos os moldes da dobra de graça na internet?

muita gente nos pergunta todos os dias o motivo de termos aberto nossos moldes de graça na internet.

e a maioria dessas pessoas fala que não entende, que acha loucura e que não faz o menor sentido revelar o nosso “segredo industrial*” pro mercado.

mas na verdade temos nossos motivos e resolvemos explicar tudinho nesse post.

*segredo industrial pq na época em que criamos a página de “faça vc mesmo” da dobra só vendíamos um tipo de produto, as carteiras, e nela abrimos os moldes pra quem quisesse baixar de graça. se vc não sabe do que estamos falando, veja a página aqui.

é como se a Havaianas abrisse a modelagem e guia de produção dos seus chinelos ou como se Coca-Cola criasse uma página com a receita e a fórmula do refrigerante disponíveis.

por isso a gente entende que pode parecer super estranho termos detalhado no nosso site como fazer uma carteira igual à nossa de graça, sem precisar comprar.

mas, na verdade, a gente discorda que isso não tenha sentido.

bem pelo contrário, a abertura dos nossos moldes tem muitos motivos por trás.

e se vc nos acompanha talvez já saiba: a Dobra trabalha todos os dias pra deixar o mundo mais aberto, irreverente e do bem (super bem explicado aqui nesse post do Gui).

muito mais do que simplesmente vender carteiras, ou produtos, temos um propósito maior por trás e queremos causar um impacto real e positivo no mundo.

começando por aí, esse é um dos primeiros motivos pra termos aberto nossos moldes:

não existimos pra vender produtos

na dobra, o que importa mesmo é o que acontece por trás. é nosso propósito, nossa cultura e o que queremos deixar de legado no mundo.

o produto? é super legal, a gente sabe e adora. mas ele é só a ferramenta que usamos pra alcançar algo maior.

e uma página em que abrimos o molde do nosso produto de graça talvez seja a melhor maneira de provar que isso não é só um discurso.

propósito da dobra

o segundo motivo é bem simples de entender:

possibilidade de testar

muita gente adora o conceito de carteira fininha, mas tem receio de pagar pra experimentar.

ou pq acha que é frágil, que não cabe muita coisa ou que não vai se adaptar à esse novo estilo de carteira.

nesse caso, quem se encaixa em alguma dessas objeções pode entrar no nosso site, baixar os moldes, fazer uma carteira de graça, usar, testar e depois decidir se realmente se adaptou e quer comprar uma original.

inclusão e abundância

mas bem além disso, sabemos também que muita gente se identifica com a marca mas acaba não tendo grana pra comprar.

e aí pra gente abrir os moldes faz mais sentido ainda:

se não existimos pra vender produto, e sim pra espalhar a ideia de algo maior, pq não dar a possibilidade de quem não tem dinheiro pra pagar uma dobra também poder ter uma carteira de papel?

mas muito mais que isso: pq não permitir que quem se identifique com nossas ideias e propósito, mas não tenha grana pra comprar, também faça parte da comunidade dobra?

— e por falar em pagar, vamos fazer um post falando sobre nossos preços bem em breve 🙂

pagando ou não, quanto mais gente se plugando na dobra e fazendo parte dessa comunidade que quer mudar o mundo, melhor 🙂

falando nisso, isso tem muito a ver com a lógica da abundância.

esse pensamento do Oswaldo Oliveira, muito bem apresentado e difundido pela galera da Perestroika, defende que devemos inverter nossa lógica de pensamento da escassez pra abundância.

basicamente, ao invés de pensar que pode ser que algo não vai estar disponível pra todo mundo no futuro (dinheiro, comida, água, etc), competir com os outros pra estocar mais pra si mesmo e acabar fazendo com que aquela coisa realmente falte, devemos inverter o ponto de partida e pensar que sim: vai ter tudo no futuro pra todos.

fazendo isso, a competição dá lugar pra colaboração e nossas ações de abertura podem fazer a teoria também se auto-profetizar e gerar abundância.

esse resuminho ajuda a entender:

lógica da abundância x escassez
— retirado do nosso manual de cultura e autogestão, adaptado de slides da Perestroika <3

 

beleza, a gente sabe que pode parecer algo meio utópico, ou até ingênuo. mas acreditamos muito nesse mindset e fazemos questão de praticar isso na dobra.

fazer o bem, colaborar pra criar mais, se abrir e acreditar na abundância faz com que coisas incríveis aconteçam. e pode ter certeza: algo de bom sempre acaba voltando, mesmo que sem explicação.

e isso nos leva ao quarto motivo:

abertura e transparência radical

quando falamos que queremos deixar o mundo mais aberto (um dos pilares do nosso propósito), realmente estamos falando sério.

queremos incentivar que as pessoas, empresas e instituições sejam mais abertas e transparentes.

estamos vivendo na era da internet, da comunicação rápida e da informação que chega em todo lugar.

na nossa opinião, não há mais espaço pra empresas fechadas, em que ninguém sabe como operam, como ganham dinheiro ou até como tratam seus funcionários.

uma transparência maior entre empresas e consumidores é uma tendência enorme no mundo e temos certeza de que ela chegou pra ficar.

mas indo além disso, gostamos muito do conceito de abertura radical do Jason Silva (futurista incrível que ficou famoso pelo canal Shots of Awe e pelo programa de tv por assinatura Brain Games).

basicamente, ele fala que as grandes ideias da humanidade vêm da abertura radical, e que elas levam à evolução da nossa espécie. profundo, eu sei. mas veja o video curtinho aqui que vc vai entender.

jason silva - abertura radical

mas aí vc deve estar pensando: rá, os queridos aí acham que abrir os moldes de uma carteira de papel vai evoluir a humanidade, quanta presunção.

calma, calma. isso nos leva à dois casos incríveis que aconteceram com nossos moldes que fazemos questão de contar.

os moldes sendo usados pro bem

certo dia chamaram o batman no chat do site e perguntaram:
– batman, posso usar os moldes abertos da dobra pra fazer carteiras, vender por um valor simbólico e usar a renda pra sustentar minha ong que ajuda cãezinhos de rua?

é claro que respondemos que sim!

se liga: uma ong de São Paulo que cuida de cachorrinhos de rua. dá comida, água e deixa a vacinação em dia. usando os moldes de carteira de uma empresa do Rio Grande do Sul pra sustentar sua operação.

ANIMAL!!! (desculpa o trocadalho rsrs)

e aconteceu também em Recife. dessa vez com um projeto chamado Identidade, encabeçado pela Viviane.

da mesma forma, ela pediu pra usar nossos moldes pra fazer carteiras e vender em feirinhas pra sustentar o projeto que alfabetiza jovens, adultos e idosos que não tiveram a oportunidade de se alfabetizar quando crianças.

galera do projeto identidade, em recife

inclusão social na veia!!!

e o mais legal foi quando ela nos chamou pra contar que já tinha bancado o uniforme de todos os alunos de 2018 com a verba gerada pelas carteiras.

é ou não é incrível? um projeto super legal em Recife, a mais de 3.500 quilômetros de distância da gente, sendo financiado pela venda de carteiras que usam os moldes de uma empresa pequena de Montenegro, uma cidadezinha do interior do Rio Grande do Sul.

essa é uma das maiores provas de que o que falamos aí pra cima sobre abundância e abertura radical fazem, sim, muito sentido.

enfim…

somos muito apaixonados, orgulhosos e fãs desses projetos incríveis que usam nossos moldes pra ajudar a se manter financeiramente, além de vários outros que não mencionamos aqui.

e se às vezes ficamos na dúvida se valeu mesmo a pena ter aberto nosso segredo industrial, é só olhar pra esses projetos pra ter certeza de que sim.

então, nosso desejo é que nossos moldes abertos continuem ajudando muitas pessoas e animaizinhos por aí. e quem sabe inspire ainda mais pessoas e empresas a fazerem o mesmo: colocarem seus propósitos acima de qlqr outra coisa, sempre <3

vida longa aos moldes abertos da dobra 🙂


— ps 1: vc tem um projeto e precisa de ideias pra financiá-lo? fique a vontade pra usar nossos moldes pra isso. e não deixa de nos contar como tá sendo, claro 😉

— ps 2: beleza, mas vc pode estar pensando aí: não fica fácil demais pra outras empresas copiarem os moldes e começarem a vender carteiras também?

pois é, claro que fica 😛 e isso acontece muito, cada dia mais.

apesar de dizermos na página dos moldes abertos que não permitimos que eles sejam usados pra fins comerciais (a não ser em casos como esses acima, das ongs), a galera ignora e usa mesmo.

sem mentira, já abriram mais de 20 empresas com moldes idênticos ou muito parecidos. inclusive de pessoas que temos registrado na base de dados que baixaram os moldes, rsrs.

essa galera vai lá, dá uma olhadinha nas estampas mais vendidas do nosso site, cria estampas super parecidas às dos artistas independentes que temos aqui, e começa a seguir os nossos seguidores no instagram na cara dura. vendendo mais barato, claro.

mas todas até agora só se importaram em “copiar” o produto e as estampas, ou no máximo a forma como nos comunicamos. e olha que esse tipo de carteira, de papel, já existe há mais de 20 anos na Europa e não foi inventada por nós. por isso, pra mostrar que queremos que copiem também o que mais importa, e não só o produto em si, criamos uma página chamada Como Copiar a Dobra:

print da página comocopiaradobra.com.br

nela explicamos tudo, tim tim por tim tim, sobre o que fazemos aqui na prática pra alcançar o propósito de deixar o mundo mais aberto, irreverente e do bem.

pra resumir, a página serve pra implorar pra essa galera: copiem também o impacto positivo, a gestão horizontal e o propósito maior. temos certeza que vai fazer bem melhor pro mundo do que só copiar o produto.

— ps 3: se vc quiser, e achar interessante, podemos falar mais sobre o site comocopiaradobra.com.br em um post futuro. é só comentar aí embaixo tb, ou nos mandar um alô pelo chat/email/redes sociais 🙂

— ps4: e se achar interessante podemos falar mais sobre esses assuntos também no nosso novo canal no youtube. conta pra gente!

COMPARTILHA COM A GALERA :)

receba novos posts :)

(e uns descontinhos de vez em quando)

saiba mais sobre a dobra :)

sobre
a dobra

faça vc
mesmo

seja um
collab

nossa
reciclagem

produtos
na loja